A APAF Responde

Futebol 11 // Outras

P: Um jogador tendo a bola ao seu alcance, pode, para proteger a posse da mesma, abrir ligeiramente os braços ?
Agradeço uma resposta o mais exacta possível, referindo todas as situações de protecção de bola com ajuda dos braços.
Cumprimentos

R: O jogador só pode proteger a posse de bola com a utilização do corpo. Se utilizar os braços é considerado como agarrar o adversário e punido com livre directo.

P: Na execução de uma grande penalidade, o executante pode fazer o movimento de remate e antes de tocar a bola parar e voltar a puxar o pé atrás para rematar de seguida?

R: Sim, é a chamada “paradinha”.

P: Há dois jogadores da equipe atacante que se isolam de forma legal por trás da linha de defesa da equipe adversária.
Correm os dois isolados em direcção à baliza adversária, tendo apenas pela frente o guarda-redes da equipe oponente.
O jogador que tem a posse da bola passa-a ao colega que se encontra um pouco mais avançado em relação a si.
Há aqui situação para fora-de-jogo?

R: A Lei XI define que o jogador está fora de jogo, se estiver mais próximo da linha de baliza adversária do que a bola e o penúltimo adversário. Portanto neste caso deve ser assinalado fora de jogo

P: EX.mos Senhores venho por este meio pedir o favor se me podiam esclarecer do seguinte.
Numa jogada em que seja marcado penalti mas a bola entra na baliza é golo ou tem que ser marcado penalti?
agradecia muito o esclarecimento.
Com os meus agradecimentos e respeitosos cumprimentos
Luis Francisco
Lamego


EMAIL DE OPÇÃO
cafelamego@sapo.pt

R: Se o árbitro apita antes da bola ultrapassar a linha de baliza, o golo não é valido (a bola entrou com o jogo interrompido), pelo que deve ser executada a grande penalidade.

P: Se num lançamento de bola lateral a bola tocar no solo e entrar directamente na baliza (sem tocar em nenhum jogador.) poderá ser considerado golo?

Obrigado pela atenção

R: Não. De um lançamento lateral não pode ser obtido golo directamente. Se o lançador for atacante, é assinalado pontapé de baliza, se for um defensor, é assinalado pontapé de canto.

P: Há dois jogadores da equipe atacante que se isolam de forma legal por trás da linha da defesa da equipe adversária.
Correm os dois isolados em direcção à baliza adversária, tendo apenas pela frente o guarda-redes da equipe oponente.
O jogador que tem a posse da bola passa-a ao colega que se encontra um pouco mais avançado em relação a si.
Há aqui situação para fora-de-jogo?

R: A Lei XI define que o jogador está fora de jogo, se estiver mais próximo da linha de baliza adversária do que a bola e o penúltimo adversário. Portanto neste caso deve ser assinalado fora de jogo.

P: A minha pergunta é:
Se a bola bater no ombro de um jogador é considerada falta?

R: Não. Se a bola bater em qualquer zona do corpo não é falta.

P: o jogo é interompido aos 70 minutos para assistencia a um jogador,este tem que receber tratamento hospitalar, como a retirada do jogador demora a ser efectuadapela ambulancia o jogo termina sendo o tempo restante acordado pelos delegados para outra data posto isto a pergunta é a seguinte ; o jogador que foi assistido e pelo qual o jogo foi interompido pode fazer parte dos restantes jogadores a quando a realização do tempo em falta ?

R: Sim

P: Por ocasião de um pontapé de baliza, a bola bate no árbitro que ocasionalmente ainda se encontrava na área de grande penalidade e sai pela linha lateral. Como agir?

R: Deve ser executado um lançamento lateral pela equipa adversária. O árbitro é um elemento neutro.

P: Qual a razão porque na execução de um pontapé de canto não pode existir fora-de-jogo?

R: No pontapé de canto pode existir fora de jogo, no entanto segundo a Lei XI (Fora de jogo), define que nesta situação não há infracção.

P: no caso de um jogador ser rasteirado dentro da grande area e a bola ficar á disposição de um colega de equipa e este fizer golo, deve validar o golo ou marcar grande penalidade? mesmo que seja marcado o golo imediatamente a seguir á falta e o arbitro não tivesse tempo de apitar, golo ou grande penalidade?

R: Nestas situações aconselha-se a que os árbitros não apliquem a lei da vantagem, mas como a situação apresentada diz que o árbitro não teve tempo de apitar, deve validar o golo.

P: - Porque se permite consequentemente que os jogadoes ´dancem sem musica´ dentro das areas, grande e pequena, aquando da marcação de pontapé de canto?

R: No pressuposto de que a expressão “dancem sem música”, queira dizer jogadores a agarrarem-se mutuamente, o que se encontra legislado é o seguinte: O árbitro deve chamar a atenção aos jogadores que se agarram antes da bola entrar em jogo. Advertir os jogadores que se continuam a agarrar antes da bola estar em jogo. Marcar livre directo ou grande penalidade e advertir os jogadores, se estes agarrarem o adversário depois da bola estar em jogo

P: Se uma bola tocada por um jogador defensor sair por cima da bandeirola da àrea de canto qual deverá ser a decisão do árbitro?

R: Mandar executar um lançamento lateral a favor da equipa contrária.

P: Se um jogador rematar forte,à queima-roupa,seja em bola corrida ou bola parada(livre directo) e que a bola embata no braço ou mão do jogador adversário mesmo que seja para este se defender do remate,no caso dos livres directos,deve ser considerada falta??? Já não existe a diferenciação de bola na mão e mão na bola ???
Esta minha dúvida prende-se ao facto dos comentadores desportivos considerarem agora que qualquer bola que bata no braço ou mão ,voluntária ou involuntáriamente,ser falta ou penalty.
Gostaria que me elucidassem se desapareceu o conceito da ´mão casual´ ??Têm os jogadores que jogar com os braços atrás das costas??? Obrigado.Cumprimentos.

R: Nada foi alterado. As leis do jogo, Lei XII, definem que será assinalado pontapé livre directo, quando um jogador (excepto o guarda redes na sua área de grande penalidade) tocar deliberadamente a bola com as mãos. Se considerarmos bola na mão não é falta.

P: Pode se marcar golo de um lançamento de bola ao solo... ex: lanço abola toca no solo jogador remata directamnete a baliza e obtem golo... é golo???

R: Num lançamento de bola ao solo, a bola está em jogo logo que toco no chão, pelo que o golo é válido.

P: Na marcação de um canto o respectivo canto tem obrigatoriamente que ser marcado pelo lado onde a bola saiu? Neste caso o árbitro permitiu que fosse marcado no lado contrário, terá agido mal?

R: O pontapé de canto deve ser executado do lado em que a bola ultrapassou a linha de baliza.

P: No fora de jogo o que é que tem que estar em linha: pés, braços ou tronco?

R: Os pés e o tronco. Para a análise do fora de jogo, a posição dos braços não conta.

P: Um jogo nunca pode estar interrompido mais de 15 minutos?
Ex: invasao de campo, transporte de um jogador assistencia e entrada de ambulancia, intemperide, barra k se partiu etc?

R: Pode. A suspensão temporária permitida num jogo de futebol é de 30 minutos.

P: UM JOGADOR RETARDATARIO PODE ENTRAR ATE FINAL DO JGO NAO É DESDE K SE APRENTEAO A.A. OUA.

R: Desde que o jogador tenha sido inscrito na ficha do jogo antes de este se iniciar, pode participar no jogo até ao final deste, desde que seja devidamente identificado.

P: Um jogador (A) recebe uma bola no peito, vinda de um lançamento lateral. Enquanto a bola desce, levanta a coxa e roda, com intenção de se virar para a baliza adversária. No entanto, antes de tocar na bola, um adversário (B) vindo da direcção onde o jogador A se queria dirigir, toca na bola primeiro. Na sequência imediata, os dois jogadores embatem um num outro, sendo que o A (que recebeu a bola) bateu inadvertidamente na canela do B (que cortou a bola). Deve ser assinalada falta para que lado? A ou B?
Sob que Lei, ou pagina das regras do jogo isso está assinalado?
Qual a infracção cometida?

R: Como a pergunta está formulada (confusa), indicia um contacto natural entre dois jogadores, ora nessa perspectiva não existe qualquer infracção.

P: Um jogador é derrubado na grande area da equipa adversaria.O jogador levanta-se e prossegue a jogada.O arbitro da a lei da vantagem ao deixar seguir o jogo.Esta situaçao é a correcta ou deveria ter sido marcada a falta e consequente marcaçao da grande penalidade?

R: A lei da vantagem pode ser aplicada em qualquer parte do campo. No entanto nestes casos, aconselha-se a assinalar a grande penalidade, a não ser que o jogador se encontre numa clara situação de eminente obtenção de golo.

P: que distância existe entre as duas marcas de grande penalidade?

R: Esta distância é variável. Segundo a Lei I, o comprimento do campo pode ter o mínimo de 90 metros e o máximo de 120 metros e seja qual for o comprimento do campo as marcas de grande penalidade distam da linha de baliza 11 metros.

P: qual é a distância minima de umka barreira, a quando de um pontapé livre indirecto?

R: São 5,5 metros. Se a falta for cometida pela equipa defensora dentro da sua área de baliza, esta será executada sobre a linha limite da referida área, paralela á linha de baliza e os jogadores defensores colocam-se sobre a linha de baliza entre os postes.

P: um jogador suplente,com o jogo a decorrer,entra no terreno de jogo e agarra de imediato um adversario que,com a bola nos pés se ia a isolar na direcção da baliza do infractor.como deve proceder o arbitro?

R: O árbitro interrompe o jogo, expulsa o suplente e inicia o jogo com um pontapé livre indirecto contra a equipa do suplente, no local onde esta se encontrava no momento da interrupção.

P: nehum jogo pode estar interrompido mais do que 15 minutos?? mesmo kando a barra se parte? entrada de uma ambulancia ect??

R: Pode. A suspensão temporária permitida num jogo de futebol é de 30 minutos.

P: com o jogo interronpido para ser prestada assistençia a um jogador lesionado, um jogador aproveita para trocar de botas dentro do terreno de jogo.
poderá o arbitro permitir a troca?

R: Sim, desde que as botas tenham sido vistoriadas pelo árbitro assistente ou 4º árbitro.

P: Se um árbitro pedir a um jogador a bola que se encontra na marcação do pontapé de baliza e depois de a ter na sus mão apitar para o final do jogo.....

Este procedimento é correcto? está de acordo com as regras do jogo? com base em que regra ou preceito das regras do futebol de 11?

Muito obrigado e cumprimentos

R: A Lei VII determina que o jogo termina quando se esgota o tempo regulamentar, acrescido do tempo de compensação se for caso disso. Se quando se está para executar o pontapé de baliza, já decorreu todo o tempo regulamentar, o árbitro pode terminar o jogo.

P: Gostaria de saber se um jogador pode ser castigado após o fim do jogo não estando este na ficha de jogo.

R: Se esse jogador tiver comportamento ofensivo para a equipa de arbitragem, esta solicita a sua identificação e faz constar no seu relatório o referido comportamento e os órgãos disciplinares da organização da competição, castigará o jogador.

P: Exmos. Senhores.
Queria perguntar se num lance de fora de jogo no qual o fiscal de linha assinala a infração, o arbrito principal confirma a desisão do seu fiscal de linha assinalando a mesma infraçao, mas depois de sofrer pressão da equipa penalizada, dirige-se ao seu fiscal de linha questionado-o sobre o lance recebendo deste a confirmação da infração e ele mesmo assim volta a traz na sua decisão validando o golo depois de o ter anulado e depois do seu colega ter afirmado que o golo teria de ser anulado.
agradecia resposta breve a esta minha questão. Obrigado.

R: Pela situação descrita constata-se a validação de um golo obtido de forma irregular. Trata-se de um erro grave do árbitro, com influência directa no resultado do jogo.

P: NO INTERVALO DE UM JOGO ENTRE O FIM DO TEMPO REGULAMENTAR E O INICIO DE UM PROLONGAMENTO PODE UMA DAS EQUIPAS REGRESSAR AO BALNEÁRIO MANTENDO-SE QUER A EQUIPA ADVERSÁRIA QUER A DE ARBITRAGEM DENTRO DO CAMPO .

R: Sim, desde que se cumpra o tempo de intervalo (5 minutos) não há qualquer problema.

P: Se uma associação de futebol nao nomear árbitos para um jogo, será que o jogo se tem que realizar ou uma equipa pode negar-se a disputar o jogo sem ser penalizado pela a associaçao de futebol.

R: O jogo terá que ser realizado. Compete aos delegados de cada equipa nomear os árbitros da partida.