A APAF Responde

Futebol 11 // Lei 12 - Faltas e Incorrecções

P: Em que situações deve ser assinalada uma grande penalidade ?

R: Sempre que for cometida pela equipa defensiva, dentro da sua área de grande penalidade, qualquer falta ou incorrecção (Lei 12) sancionada com pontapé-livre directo.

P: Com o jogo a decorrer um suplente penetra no terreno de jogo e rasteira um adversário, anulando um ataque prometedor. Como agir? O suplente deve receber uma dupla advertência, e consequente expulsão, ou é apenas punida a entrada indevida no terreno de jogo?

R: O árbitro interrompe o jogo, expulsa o suplente, mostrando primeiro o cartão amarelo por comportamento anti desportivo (entrar no terreno de jogo sem autorização do árbitro), de seguida mostra de novo o cartão amarelo por ter anulado um ataque prometedor e finalmente o cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos. O jogo recomeça com um pontapé livre indirecto no local onde se encontrava a bola no momento da interrupção, salvo as condições particulares da lei 8.

P: Com o jogo a decorrer um jogador efectivo que se encontra fora do terreno de jogo arremessa uma bota contra um adversário efectivo que se encontra dentro da sua área de grande penalidade. Como deve proceder o árbitro? E se o jogagor que se encontra dentro do terreno de jogo for um suplente?

R: O árbitro deverá interromper o jogo, expulsar o jogador ´agressor´ por conduta violenta e punir a sua equipa com um pontapé de grande penalidade (a bota considera-se como um prolongamento da mão).
Se o jogador agredido for um suplente o árbitro deverá interromper o jogo, expulsar o agressor pelo motivo já referido, advertir o suplente por comportamento antidesportivo (entrar no terreno de jogo sem autorização) e recomeçar o jogo com um pontapé-livre indirecto contra a equipa do suplente no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção, salvo circunstâncias particulares da lei 8 (pune-se tecnicamente a primeira infracção que foi a entrada do suplente em campo).